Publicado em: quarta-feira, 27/06/2012

Flamengo – Joel Santana pode ser demitido e rubro-negro estuda opções

A situação do técnico Joel Santana no Flamengo é tida como praticamente insustentável. O treinador já estaria com os dias contados no clube da Gávea, e a direção rubro-negra já estaria, inclusive, procurando um substituto. Alguns nomes até mesmo já chegaram a ser ventilados como possíveis técnicos flamenguistas.

Zinho, diretor de futebol do Flamengo, admitiu que não pode assegurar a permanência de Joel Santana por muito tempo. O dirigente alegou que a pressão por bons resultados acabam influenciando no trabalho em um grande clube, e que por conta disso está constantemente analisando o trabalho de Joel. Por hora, garantiu, Zinho, o Flamengo mantém o técnico, mas pode mudar de decisão nos próximos dias.

Com isso, a pressão sobre Joel aumenta e o Flamengo já articula eventuais opções. Extra-oficialmente, o clube carioca já estaria trabalhando com pelo menos quatro nomes, nenhuma destas opções, no entanto, é dada como certa em caso de demissão de Joel.

Um dos nomes citados é do argentino Jorge Sampaoli, técnico da Universidad de Chile, atual campeão da Copa Sul-Americana e recentemente eliminado na Copa Libertadores da América pelo Boca Juniors. Tido como uma espécie de ‘pupilo’ de Marcelo Bielsa, Sampaoli é adepto do futebol ofensivo, e já teria sido indicado pelo vice de relações externas do Flamengo Walter Oaquin e também pelo vice de futebol Paulo Cesar Coutinho no começo do ano. Seu método de trabalho, com ênfase no aspecto tático, porém, é visto como um empecilho, já que poderia demorar ser assimilado pelos jogadores brasileiros.

Outra opção seria Dunga. Sem clube desde que deixou a seleção brasileira em 2010, o capitão do tetra poderia ter seu caminho facilitado por ser amigo e ex-companheiro de seleção de Zinho. O treinador, no entanto, já teria recusado uma proposta do São Paulo, e seu desejo seria trabalhar no futebol europeu. Marcelo Oliveira, do Coritiba também teria boa recepção dentro do Flamengo, mas seu vínculo com o clube paranaense poderia dificultar, e uma ‘aposta’ da direção seria Adilson Batista, em baixa após trabalhos ruins no São Paulo, Santos e Corinthians.