Publicado em: quarta-feira, 01/02/2012

Flamengo encara Real Potosí hoje para buscar vaga na Libertadores

Nesta quarta-feira (1º), o Flamengo não terá o enfrentar a altitude no jogo decisivo contra o Real Potosí, que afetou os jogadores na partida da semana passada, quando foi derrotado por 2 a 1, de virada. Porém, a pressão que o time sofre para conseguir a vaga na fase de grupos da Libertadores faz com que o jogo seja ainda mais dramático.

No jogo desta noite, no Engenhão, o Flamengo precisa vencer a equipe boliviana por 1 a 0, ou dois gols de diferença, caso o adversário consiga marcar. Caso a partida termine empatada, o Real Potosí irá se classificar e, se o Flamengo vencer por 2 a 1, mesmo resultado pelo qual foi derrotado quarta-feira passada, a partida será decidida nos pênaltis. A equipe que se classificar irá para o Grupo 2 da competição continental, com Emelec (Equador), Lanús (Argentina) e Olimpia (Paraguai).

O treinador do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, evitou falar sobre a pressão, mas admitiu que o momento vivido pelo time é desconfortável e citou exemplos de treinadores que sofreram pressão por resultados, como Luiz Felipe Scolari e Celso Roth. Luxemburgo sabe que, mesmo que consiga a classificação nesta quarta, seu cargo ainda está sob risco.

O Real Potosí jogará no Rio de Janeiro com a vantagem no placar, mas não contará com o apoio dos torcedores e nem com os 4.000 metros de altitude, que acabaram prejudicando os jogadores do Flamengo na primeira partida. Em 2007, as duas equipes já se enfrentaram pela fase de grupos da Libertadores. Na Bolívia, o jogo terminou 2 a 2, e o rubro-negro venceu por 1 a 0 no Rio de Janeiro.