Publicado em: sexta-feira, 09/03/2012

Flagrantes de motoristas embriagados crescem 1.081% em SP

De acordo com dados da Polícia Militar, o índice de motoristas autuados por dirigir sob efeito do álcool em São Paulo cresceu 12 vezes em 2012 se comparado aos dois primeiros meses do ano passado. Os dados indicam que 163 pessoas foram flagradas pelo Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) nas ruas da capital paulista nos meses de janeiro e fevereiro de 2011, enquanto que neste ano esse número é de 1.925 no mesmo período. Isso equivale a um aumento de 1.081% nas multas relativas ao crime que infringe o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). As penas variam de seis meses a três anos de prisão.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), esse é um reflexo da fiscalização mais rigorosa que resultou no aumento dos flagrantes. Segundo a Polícia Militar, no primeiro bimestre de 2012, já são mais de 35 mil motoristas que foram submetidos ao teste do bafômetro, número quatro vezes maior que os 9.055 casos registrados em 2011, o que significa um aumento de 287%.

Além disso, um outro índice que subiu foi o de motoristas flagrados embriagados ao volante, quando a pessoa apresenta uma concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a seis decigramas. De acordo com o que está previsto no artigo 306, isso indica uma embriaguez considerada grave.

No ano de 2011, em janeiro e fevereiro, 82 motoristas foram autuados por cometer essa infração, já em 2012, neste mesmo período, foram 470 flagrantes. Representa um crescimento de quase seis vezes em relação ao ano anterior. Neste caso, o motorista pode pegar até seis anos de prisão, caso seja condenado.