Publicado em: sexta-feira, 29/08/2014

Fisioterapia é uma forma de tratamento para a incontinência urinária

Fisioterapia é uma forma de tratamento para a incontinência urináriaNa última quinta-feira (28), no programa “Bem Estar”, o ginecologista José Bento e a fisioterapeuta Rita Pavione, abordaram sobre um problema que causa grande incomodo em grande parte das mulheres, crianças e até homens: A dificuldade em segurar o xixi. Os profissionais explicam que existem muitos tipos de tratamento, e entre eles, a fisioterapia. Para as crianças, a fisioterapia pode auxiliar no combate do pesadelo do xixi na cama. A incontinência infantil acontece principalmente na hora do sono, e mesmo que grande parte das crianças de 3 ou 4 anos já tenham aprendido a controlar isso, ainda é normal que algumas façam xixi durante a noite até os 5 anos de idade, contudo, é importante que os pais fiquem atentos, porque se o problema persistir após essa idade, deve-se procurar um especialista.

Outros tratamentos

Para o tratamento, existem alguns exercícios de fisioterapia que podem ajudar as mulheres que sofrem dessa incontinência urinária. Segundo o ginecologista José Bento, o problema é mais comum nas mulheres e pode acontecer por inúmeros fatores, como quando passam por mais de um parto, menopausa e flacidez no períneo. Entretanto, não quer dizer que os homens não podem passar por isso também, no caso deles, a urina passa a ser perdida depois de fazer uma cirurgia de próstata.

Nos dois casos, existem motivos que podem levar a uma consequência maior; fazendo uso de bebidas alcoólicas, o cigarro, excesso de peso e diabetes. Por esse motivo, é imprescindível que o paciente, tanto homem, como mulher ou criança, procure um tratamento adequado. Além dos exercícios de fisioterapia e da terapia comportamental, pode ser que o paciente precise também de medicamentos, ou em outros casos, até mesmo de um suporte que sustente a bexiga e a uretra; o tratamento com laser também pode ser uma opção em situações mais leves.