Publicado em: sexta-feira, 27/01/2012

Final da releitura de “Millenium – Os homens que não amavam as mulheres” é modificado por David Fincher

O sueco Niels Arden Oplev descreveu a heroína Lisbeth Salander como um anjo vingador no filme “Os homens que não amavam as mulheres”. Na releitura de David Fincher ela aparece tão vingativa quanto na versão original do filme, mas abre espaço para momentos de ternura.

Na versão norte-americana do filme, que estréia nesta sexta-feira nos Estados Unidos, alguns pontos bastante polêmicos do filme sueco foram amenizados, em função das regras e exigências de Hollywood. Porém isso não atrapalha tanto o brilho, quanto no impacto do longa.

A personagem Salander é considerada rara com seus piercings, tatuagens, cabelo exótico e coturnos. Ela mantém o seu olhar perdido quando é necessário faz com que o telespectador a julgue como idiota em determinados momentos, porém sua inteligência e capacidade são superiores a tornando implacável quando necessário.

Com isso a atriz Ronney Mara ganhou grande destaque por sua atuação, onde é capaz de se comunicar apenas com os seus olhares e por isso recebeu a indicação ara o Oscar 2012 como Melhor Atriz.