Publicado em: quinta-feira, 27/09/2012

Filme “Ted” não será censurado nos cinemas do Brasil

Filme “Ted” não será censurado nos cinemas do BrasilNa última quarta-feira (26), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, afirmou que não haverá, de maneira nenhuma, a censura sobre o filme norte-americano “Ted”. O filme acabou gerando alguns protestos dentro de comunidades no Brasil por aparecer um ursinho de pelúcia consumindo álcool e fumando maconha.

Em declaração para jornalista, o ministro Cardoso disse que a legislação não permite censurar filmes, e mesmo que ela permitisse, o Ministério é totalmente contra esse tipo de atitude. Setores da sociedade protestaram pelas cenas “fortes” do filme, o que está gerando algumas discordâncias a respeito de sua exibição. No Brasil, a classificação etária do filme é para maiores de 16 anos. Menores de 16 anos de idade não poderão entrar em salas de cinema para assistir “Ted” sem estarem acompanhados dos pais.

O filme teve estréia no início da semana no país, e até um deputado fez seus protestos contra o filme, pelas cenas onde o ursinho toma cerveja e fuma maconha junto co seu dono. O Deputado do PcdoB, Protógenes Queiroz, disse ter ficado indignado com o personagem principal da história, ele foi assistir com o filho de 11 anos e se assustou ao ver um ursinho que não estuda, não trabalha e ainda faz consumo de drogas.

O deputado Queiroz exige que o longa seja proibido nos cinemas brasileiros e que, em sua opinião, não deveria ser permitido nem para pessoas maiores de 18 anos pelo mau exemplo que é o bichinho de pelúcia desbocado.

Cardoso explica que o governo não possui o poder de censurar nada, e que no caso específico do cinema, ele apenas tem o poder de estabelecer a classificação indicativa para cada obra cinematográfica. Se a pessoas entender que a idade da classificação não é adequada, pode entrar na justiça, mas o filme não pode ser proibido.

Outra questão é o incentivo ao respeito das idades classificatórias de cada filme, pois elas tem um propósito e são dadas de acordo com a capacidade de interpretação e compreensão que cada idade possui.