Publicado em: quinta-feira, 24/01/2013

Filme conta problemas sobre dados na web

Filme conta problemas sobre dados na webEntre diversos temas e personagens do mundo da tecnologia que estão chegando às telas do cinema, agora é a vez de termos de uso de sites e da privacidade virarem assunto em um filme. Isto é o que o documentário Terms and Conditions May Apply (Pode Aplicar os Termos e Condições, em tradução para o português) do diretor Cullen Hoback, que vai estrear durante a quarta-feira (23), no Festival de Sundance, é vai contar a maneira que os termos de uso e políticas para privacidade de grandes empresas da internet começaram a surgir e o motivo de terem mudado durante os últimos anos.

O documentário faz um alerta sobre a questão, e esta posição é clara durante o trailer, que fala que o maior golpe da história não é a tomada de dinheiro, e sim de pegar as nossas informações. Hoback inicia a discussão no ano de 1999 e aponta o primeiro termo para uso do Google, que já foi excluído do histórico da empresa. Neste texto, o Google queria a privacidade e afirmava que não poda fazer a identificação dos usuários que tiveram o material coletado, o que é bastante diferente do modelo atual.

O diretor aponta que isto da mesma forma como o Ato Patriótico, que o governo americano fez cobranças para maior vigilância de empresas, o que acontece no online, e junto da chegada de anunciantes, fizeram com que houvesse a necessidade de serem coletados maiores quantidade de dados para que sobrevivessem, e transformarem isto em um material bastante importante para vigilância e negócios. Fora o Google, o filme ainda traz o presidente Barack Obama e Mark Zuckerberg, que foi entrevistado em uma emboscada que o diretor armou.

Terms and Conditions May Apply, porém, não faz apenas a abordagem do lado ruim da história. O filme mostra também de que maneira o excesso dos dados que foram coletados permitiu que as empresas pudessem crescer e a internet se desenvolver e chegar a ser da maneira conhecemos atualmente.