Publicado em: quinta-feira, 01/12/2011

Fiesp emite nota para redução da taxa de juros

A Fiesp (Federação das Indústria do estado de São Paulo) emitiu nesta quarta-feira (30) uma carta que é assinada em conjunto com o sindicato dos metalúrgicos onde pede que seja feito uma corte maior na taxa básica de juros, que no mesmo dia sofreu redução de 0,5%.

“A situação é grave e não há pressão inflacionária, e concordamos que o Copom deveria ter feito um corte mais agressivo na taxa de juros, para afastar de vez o risco de redução da produção e do emprego”, diz a o documento que é assinado pelo presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, Paulo Skaf, pelo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Miguel Eduardo Torres , o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sérgio Nobre, e também o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Luiz Aubert Neto.

Nesta quarta-feira, o Comitê de Políticas Monetários (Copom), formado pelos diretores do Banco Central, anunciou a redução de 0,5% na taxa básica de juros, a taxa Selic. Dessa forma, a taxa que era de 11,5% ao ano foi para 11%, sendo a menor taxa desde que a presidente Dilma Rousseff chegou a presidência da republico.

As entidades que assinaram o documento “lamentam e consideram extremamente tímida a queda de apenas 0,5% na taxa básica de Juros. Entendemos que o Banco Central perdeu uma ótima oportunidade de aproveitar-se do encolhimento da demanda mundial para fazer uma drástica redução na taxa de juros, que poderia funcionar como um estímulo para a criação de novos empregos e para o aumento da produção no país.”