Publicado em: segunda-feira, 21/11/2011

FHC fala sobre ‘moda’ de ONGs para conseguir dinheiro da corrupção

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou nesta segunda-feira (21) os recentes acontecimentos aos quais se referiu como a “moda” de Organizações Não Governamentais (ONGs), considerando que algumas foram criadas para “obter dinheiro para a corrupção”. Nos últimos meses foram noticiados casos envolvendo, principalmente, os Ministérios do Trabalho, do Esporte e do Turismo, pois todos receberam acusações de desvio de verbas ao firmarem convênios com ONGs que pagariam propina.

No caso dos Ministérios do Esporte e do Turismo, os respectivos ministros que estavam no cargo desde o começo do ano, Orlando Silva e Pedro Novais, foram substituídos. Agora, Carlos Lupi, atual ministro do Trabalho, também corre o risco de ser afastado da pasta antes que chegue o prazo da reforma ministerial prevista pela presidenta Dilma Rousseff no final do ano. Ao falar sobre o caso das ONGs, FHC destacou que tal veiculação negativa prejudica a imagem que tais instituições têm na sociedade.

Em palestra no Congresso Brasileiro de Fundações e Entidades de Interesse Social, em São Paulo, FHC afirmou “o terceiro setor deveria ser independente do mercado e do Estado. É uma visão oposta do que está tão em moda. [Hoje] Virou ONGs para obter dinheiro para a corrupção”.

Quando questionado sobre qual deveria ser o posicionamento de Dilma quanto a permanência de Lupi no Ministério ou não, FHC preferiu não dar uma opinião diretamente, mas pôde afirmar “acho que os próprios ministros deveriam entender que quando perdem condições de permanência, o gesto de retirada é mais construtivo para eles próprios”.