Publicado em: sexta-feira, 22/06/2012

Fernando Lugo pode ter mandato cassado hoje

sta sexta-feira (22), o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, poderá ter seu mandato cassado. Nesta quinta-feira, o Congresso paraguaio aprovou o início de um processo de impeachment contra o presidente do país. Os parlamentares afirmam que Lugo não está desempenhando corretamente suas funções. Além disso, o presidente também é acusado de ser o responsável por uma operação que causou a morte de 17 pessoas.

De acordo com um enviado da TV Globo para o Paraguai, o clima na praça localizada em frente ao Congresso era tenso. Entre as centenas de pessoas que ocupam o local estão camponeses, membros de movimentos sociais, moradores de Assunção e sem-terra. Eles estão cercados por aproximadamente quatro mil militares.

Vigilia de apoio

De acordo com o jornalista brasileiro José Robero Bumier, as pessoas que protestam na praça ficaram durante toda a noite em uma vigília de apoio ao presidente paraguaio. Os manifestantes chamam o julgamento político de Lugo de “golpe de Estado”. O processo contra o presidente do Paraguai aconteceu de maneira muito rápida. A votação aconteceu na manhã de ontem na Câmara, e os parlamentares, até mesmo os que apoiavam Lugo, votaram contra o presidente.

Durante a tarde, o Senado já tinha definido as normas do processo de impeachment. A votação para a permanência ou retirada de Fernando Lugo do poder acontece nesta sexta-feira às 17h30 (no horário de Brasília). O presidente paraguaio poderá fazer sua defesa em um discurso de duas horas.