Publicado em: sexta-feira, 29/11/2013

Fernandinho é vetado pela Fifa para a disputa do Mundial de Clubes

Fernandinho é vetado pela Fifa para a disputa do Mundial de ClubesContratado pelo Atlético-MG para o segundo semestre de 2013, o atacante Fernandinho foi vetado mais uma vez pela Fifa para a disputa do Mundial de Clubes, que será disputado no Marrocos, no mês de dezembro. De acordo com a entidade, o jogador foi inscrito no clube brasileiro após o fim da janela de transferências internacionais, o que não permite ao atleta disputar uma competição da Fifa.

Esta é a segunda vez que a Fifa veta Fernandinho. A informação foi confirmada oficialmente pelo diretor do departamento jurídico do Atlético Mineiro, Lásaro Cândido da Cunha. Segundo o dirigente, já era esperada essa decisão, embora o jogador ainda será relacionado pelo técnico Cuca entre os 23 convocados para o Mundial de Clubes da Fifa, nesta sexta-feira (29).

A medida será tomada, já que o departamento jurídico do Atlético Mineiro ainda acredita que o caso Fernandinho ainda terá uma reviravolta, a partir de novos documentos da Fifa. Assim, caso o Galo tenha sucesso quando recorrer, o jogador poderá entrar em campo normalmente no Marrocos.

De acordo com Lásaro Cândido da Cunha, caso a Fifa não aceite a inscrição de Fernandinho, o Atlético Mineiro poderá recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS), sediada na Suíça. A diretoria do Atlético Mineiro conta com novos documentos enviados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para provar a legalidade da situação do atleta.

Se Fernandinho não puder atuar no Mundial, outro jogador poderá ser inscrito

O advogado ainda explicou que, se o Atlético-MG não conseguir contar com Fernandinho para o Mundial, o técnico Cuca poderá convocar outro jogador em seu lugar, totalizando 22 atletas inscritos. A estreia do Galo no Mundial de Clubes da Fifa será no dia 18 de dezembro, na cidade de Marrakech, diante do vencedor do confronto entre o Monterrey, do México, e do ganhador do jogo entre Auckland City, da Nova Zelândia, e Raja Casablanca, do Marrocos.