Publicado em: quinta-feira, 13/12/2012

FBI desarticula quadrilha internacional de hackers com ajuda do Facebook

FBI desarticula quadrilha internacional de hackers com ajuda do FacebookInvestigadores da polícia federal norte-americana (FBI) e com apoio da rede social Facebook fizeram a desarticulação de uma quadrilha internacional que pode ter infectado 11 milhões de computadores no mundo e que significou perda de mais de US$ 850 milhões para usuários de um dos casos de maiores crimes na rede em toda a história.

O FBI trabalhou junto do Facebook e de várias agências policiais de vários países, e chegou a prender dez pessoas que eram acusadas de fazer infecções de computadores com um software chamado de “Yahos” e, logo após, roubava informações dos cartões de crédito e de outros dados das pessoas através das máquinas que eram atingidas.

O time que faz a segurança da rede social colaborou com o FBI depois que o “Yahos” foi direcionado para usuários do Facebook entre 2010 até outubro deste ano, disse informou a polícia federal dos Estados Unidos através de um comunicado. O Facebook colaborou na identificação dos criminosos e das contas que foram afetadas, disse o FBI.

O FBI disse que os sistemas que fazem a segurança do Facebook conseguiu fazer a detecção de contas que eram afetadas e fornecerem ferramentas para que as ameaças fossem removidas.

Conforme a polícia federal dos EUA, que trabalhou junto ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos, os hackers que foram acusados utilizam uma rede de computadores “zumbis” chamada de Butterfly Botnet. “Botnets” é um sinônimo para redes de computadores com infecções que poderão ser utilizados para vários tipos de ataques digitais.

O FBI disse que realizou a detenção de dez pessoas da Bósnia-Herzegóvina, Croácia, Macedônia, Nova Zelândia, Peru, Reino Unido e do próprio Estados Unidos. Os policiais, por sua vez, também realizaram vários mandados de busca e apreensão e fizeram a condução de interrogatórios.