Publicado em: quinta-feira, 17/04/2014

Fãs acampam há mais de um mês na espera dos shows de One Direction, Demi Lovato e Jonas Brothers

Fãs acampam há mais de um mês na espera dos shows de One Direction, Demi Lovato e Jonas BrothersO amor de fã não mede esforços quando se trata de ficar mais perto do ídolo, faz parte acompanhar os shows e a intenção é sempre tentar o mais próximo possível do palco para que nada o momento especial. Como toda boa fã, um grupo de meninas acampam há mais de um mês na porta do Estádio do Morumbi e do Citibank Hall, em São Paulo, a espera de One Direction, Demi Lovato e Avril Lavigne que devem vir ao país nas próximas semanas para fazer uma maratona de shows. As fãs ficaram enlouquecidas com a notícia, portanto já se organizaram previamente, mas tem sofrido um pouco durante essa espera.

Elas tem enfrentado fortes chuvas nos últimos dias, baratas e também tem que lidar com o cheiro de esgoto. O acampamento foi planejado há quase um ano atrás, desde que começaram a vender ingressos no Brasil, as amigas Natalia Santa e Suany Yamazaki, de 16 anos, passaram por uma chuva na manhã dessa última terça-feira (15), a tempestade fez com que suas barracas inundassem de água. Além do transtorno, elas também são obrigadas a conviver com o cheiro de esgoto, elas contam que, saíram matando baratas que surgem do bueiro durante a noite em que dormem na calçada. “Inseticida e bom ar é o que mais tem por aqui”, afirmam.

Dinheiro no farol

Assim como a dupla de amigas, a fã Ellen Laureto, de 17 anos, também se aventurou e diz sempre fazer esse tipo de excursão, classificada por ela como “excursão sem glamour algum”. Ela conta que o motivo de estar lá, além da paixão pelos cantores, é porque não faz nada o dia todo, sua faculdade está trancada e por isso seus pais já estão acostumados com sua ida aos shows. “Já fui ao show da Demi Lovato e dos Jonas Brothers com o apoio deles”, completa. Ela diz ainda que essa pode ser a maior loucura que fez até agora pelos ídolos.

Para conseguirem se manter no tempo em que estão acampadas, elas tem que “batalhar” por algum dinheiro para que assim possam se alimentar durante esse tempo e depois para que voltem para casa. Isso porque na maioria dos casos, os pais não aprovam a atitude de ficarem acampadas, então, sem mais opções, elas saem para pedir dinheiro no farol. “Falamos que estávamos sem dinheiro para comer e que acampávamos há quase dois meses. Com a grana, conseguimos comprar pizzas e esfihas”, revela a fã Natália, que também diz já ter conseguido mais de R$100.