Publicado em: terça-feira, 27/05/2014

Fantástico é proibido pela Justiça de exibir matéria sobre Suzane von Richthofen

Fantástico é proibido pela Justiça de exibir matéria sobre Suzane von RichthofenDurante o programa “Fantástico” deste domingo (25), os apresentadores Renata Vasconcellos e Tadeu Schmidt disseram que a TV Globo estava proibida pela Justiça de mostrar uma matéria sobre Suzane von Richthofen, condenada a 30 anos e 6 meses de reclusão, por ter participado do assassinato dos pais Manfred e Marisa Von Richthofen, em 2002, juntamente com os irmãos Cravinhos.

A emissora explicou que a decisão foi expedida pelo juiz Dácio Giraldi, do Tribunal de Justiça da Barra Funda, em São Paulo. A reportagem iria exibir a tentativa de Suzane ter uma pena mais leve. A rede Globo declarou que irá recorrer, porque “acredita na liberdade de expressão garantida pela Constituição brasileira”. Em 2006, durante sua liberdade condicional, Suzane von Richthofen cedeu uma entrevista exclusiva ao “Fantástico” em um apartamento do Morumbi, em São Paulo. Em um momento da entrevista, Suzane foi orientada no comportamento da entrevista, sendo auxiliada a falar pouco e a chorar. “Acabou. Mais nada. Começa a chorar e fala: ‘Não quero falar mais’.

Relembrando o crime

De acordo com a versão da polícia e da acusação, o casal von Richthofen foi assassinado no dia 31 de outubro em 2002, enquanto dormiam em sua casa no bairro Brooklin – na zona sul de São Paulo -. O crime foi premeditado, a filha do casal, Suzana, seu namorado da época Daniel Cravinhos e o irmão Cristian Cravinhos, entraram na mansão em silencio, subiram as escadas enquanto Suzane os avisava que os pais estavam dormindo, dando sinal positivo de que eles poderiam colocar em prática o que haviam planejado. Os irmãos desferiram golpes de barra de ferro contra Manfred e Marísia, e após a execução do casal, os dois cobriram os corpos. Também foram roubados cerca de US$ 5.000 e UR$ 8.000, além de joias, todo o dinheiro ficou sob posse de Cristian, que usou uma parte do valor para comprar uma moto.