Publicado em: segunda-feira, 11/08/2014

Familiares de casal morto em 2001 em acidente de trânsito conseguem bloqueio de bens do cantor Renner

Familiares de casal morto em 2001 em acidente de trânsito conseguem bloqueio de bens do cantor RennerOs familiares de um casal morto em 2001 por meio de um acidente de trânsito ganharam na Justiça a ação que previa o bloqueio dos bens do cantor Renner, da dupla Rick e Renner, Ivair dos Reis Gonçalves, o cantor Renner, além de ter tido o bloqueio dos seus bens também teve bloqueada empresas que estão ligadas ao nome dele, essa medida foi tomada para evitar que ele deixe de efetuar o pagamento da indenização à família do casal.

O acidente de trânsito aconteceu na rodovia Luis de Queiroz, em Santa Bárbara, no dia 20 de agosto de 2001, o casal estava em uma motocicleta que foi atingida pelo veículo de Renner, que de acordo com a defesa do caso, estava em alta velocidade, tendo velocidade de ao menos 160 quilômetros por hora, Eveline Soares Rossi e seu namorado Luis Antonio Nunes Aceto ambos morreram no momento da batida.

Na rodovia onde o acidente ocorreu o tráfego é realizado por meio de pista dupla, porém ainda sim o carro do cantor Renner, por estar desgovernado, no momento do incidente, atravessou a pista e atingiu a motocicleta onde o casal estava, a Assessoria do cantor Renner declarou que ele não vai comentar à respeito do assunto.

O cantor foi condenado pela Justiça a pagar um valor de 2 mil salários mínimos, que atualizados dão um valor de cerca de R$ 3 milhões, Renner também tinha um prazo para quitação dessa dívida que já expirou há quatro anos, a família do casal que foi morto no acidente, alega que só recebeu o valor de R$ 300 mil e que esse valor foi recebido através de penhora dos direitos autorais de Renner.

No ano de 2013 o cantor pagou uma dívida no valor de R$ 244 mil e também aceitou prestar serviços comunitários para evitar que tivesse de ser preso por 3 anos e seis meses de prisão, por conta do acidente, nesta ocasião Renner solicitou que o valor fosse parcelado, Renner foi condenado por homicídio culposo, ou seja sem intenção de matar, esta condenação fará parte da ficha criminal do cantor, a multa que o cantor foi submetido irá ser destinada para instituições públicas ou privadas que sejam voltadas a educação no trânsito ou para atendimento de vítimas de acidentes de trânsito preferencialmente, a escolha fica a critério da Vara de Execuções Criminais.

A sentença de Renner foi emitida no ano de 2007 e o cantor tinha o prazo até o dia 30 de março, caso o cantor não o fizesse ele seria considerado foragido da Justiça, porém Renner se apresentou no mês de fevereiro e aceitou efetuar o pagamento da multa, portanto o músico não será preso, o cantor foi condenado a 3 anos e seis meses de prisão, além de ter o direito de dirigir cessado por esse mesmo período de tempo mas teve sua sentença convertida em pagamento de 360 salários mínimos além de ter de prestar um total de 1.278 horas de trabalhos voluntários, o local do trabalho voluntário ainda não foi decidido.