Publicado em: quinta-feira, 01/03/2012

Falso policial é preso por extorquir dinheiro de cantor sertanejo em São Paulo

No início da madrugada desta quinta-feira (1º), um homem foi preso suspeito de se passar por policial civil. De acordo com a polícia, o flagrante aconteceu no momento em que ele tentava extorquir dinheiro de um cantor sertanejo, que não quis se identificar. Ele é de São José do Rio Preto, no interior do estado de São Paulo.

Segundo o cantor, falsos policiais civis fizeram ameaças a ele, envolvendo a empresa de caminhões que sua família possui. Dois homens teriam ido até a sua casa, o acusando de participar de um esquema de desmanche de veículos. Essa tentativa de extorsão começou na sexta-feira (24), entretanto a vítima desconfiou da situação. “Porque se eu realmente devesse aquilo ali, a missão deles, como policiais do Deic de São Paulo, era me prender. Não me pedir R$ 1 milhão e depois cair para R$ 60 mil de acerto”, relatou o cantor.

Ele procurou a polícia na capital paulista, local onde os falsos investigadores diziam que trabalhavam. Foi descoberto que eles usavam os nomes de policiais verdadeiros. “São policiais que estiveram no Deic por muito tempo, mais de dez anos. São velhos conhecidos. Então, provavelmente de alguma prisão, ou através de algum advogado, eles acabaram sabendo os nomes desses policiais”, esclareceu o delegado Antônio José Pereira.

Com orientação da polícia, o cantor sertanejo combinou com os suspeitos que faria a entrega da primeira parte dos R$ 60 mil em um posto de combustíveis localizado na Marginal Tietê. Dois carros chegaram, trazendo três suspeitos, sendo que um deles, que desceu para pegar o dinheiro, acabou sendo preso em flagrante. Os outros dois trocaram tiros com a polícia e conseguiram fugir. O preso, de 36 anos, já havia aplicado golpes semelhantes e será indiciado por extorsão e falsidade ideológica.