Publicado em: sexta-feira, 02/03/2012

Falha no sistema complica check-in da TAM nos aeroportos

Filas e transtornos aos passageiros nos principais aeroportos do Brasil estão sendo causados devido a uma queda no sistema de check-in da TAM. Segundo a Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), com essa falha ocorrida no sistema, a emissão dos bilhetes está sendo feita manualmente, com o uso de papel e caneta.

De acordo com a Infraero, no Aeroporto de Congonhas, localizado na zona sul de São Paulo, ainda está sendo registrado um acúmulo de passageiros e filas através do saguão do terminal. As informações são de que situação está sendo normalizada e que os funcionários da companhia aérea estão realizando triagem para que os voos não sofram atrasos.

O Aeroporto Internacional de Cumbica, na cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, também enfrente filas. Entretanto, segundo a Infraero, os passageiros estão calmos e não há registros de reclamações. Disse ainda que funcionários da TAM estariam organizando uma fila.

No Rio de Janeiro a queda do sistema também causou problemas. No terminal do Santos Dumont, também com registro de filas, há maior lentidão do atendimento. Já no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão) não há registro de atrasos no atendimento. Apesar da queda no sistema, a emissão de bilhetes segue normalmente.

A nota divulgada pela TAM informou que aconteceu um problema “no link de conexão da SITA com o sistema de check-in da companhia” e que “o preenchimento manual está causando filas nas posições de atendimento em parte dos aeroportos”. A companhia lamentou os inconvenientes causados e afirmou que presta toda a assistência aos clientes.

De acordo com o balanço realizado pela Infraero até as 9h, dos 728 voos domésticos que estavam programados nos aeroportos brasileiros desde a meia-noite, 36 deles foram cancelados, 45 atrasaram e 14 estavam atrasados. Já entre os 59 voos internacionais que estavam programados, sete foram cancelados, seis atrasaram e dois estavam atrasados até o momento.