Publicado em: quarta-feira, 13/06/2012

Falece Henry Hill aos 69 anos

O mafioso que se tornou famoso e virou informante do FBI, Henry Hill, faleceu nesta terça-feira (12), aos 69 anos de idade. Hill teve sua vida contada no livro “Wiseguy”, que foi adaptado no filme “Bons Companheiros”, de Martin Scorsese. O mafioso faleceu em um hospital de Los Angeles em decorrência de uma doença não divulgada.

As informações foram concedidas por Nate Caserta, filho de sua esposa, Lisa Schinelli Caserta. Ele informou para a ABC News que o coração de Hill parou e que ele estava doente fazia muito tempo. Em sua página na rede social Facebook, o enteado de Hill escreveu a seguinte mensagem: “Você viveu verdadeiramente uma vida que ninguém poderia viver. Você mudou a vida de tanta gente. Seu espírito viverá em mim para sempre”.

Henry Hill

Henry Hill entrou para o mundo do crime quando tinha 11 anos. Ele foi membro do grupo de Paul Vario, da família Lucchese, de Nova York. Em uma entrevista ao programa “Good Morning America”, transmitida em 2004, o mafioso contou que se sentia assustado, mas ao mesmo tempo apaixonado pelo dinheiro. Hill disse que era impossível sair do crime, pois todos tinham medo dele, “e isso vicia”.

Hill foi incluído, em 2010, no Museum of the American Gangster, localizado em Nova York. O repórter Nicholas Pileggi quem fez o livro de sua vida, que mais tarde deu origem ao longa metragem.Hill foi interpretado nos cinemas por Ray Liota, e o filme teve seis indicações ao Oscar.