Publicado em: segunda-feira, 19/05/2014

Fafá de Belém é criticada por gastar R$500 em restaurante

Fafá de Belém é criticada por gastar R$500 em restauranteMuito se especula a respeito da vida dos famosos, mas há aqueles que fazem questão de publicar momentos pessoais nas redes sociais. Tem artista que não larga o celular e não deixa de postar todas as atividades que faz durante um dia. É aí que ficam mais vulneráveis aos comentários bons e maldosos do público por conta de tanta exposição.

Dessa vez, a polêmica envolveu a cantora Fafá de Belém. Ela fez um post nas redes sociais para mostrar o quanto desembolsou em um único jantar. Na imagem, aparece a fatura da conta no valor de mais de R$500. Já na legenda, a cantora fez questão de ressaltar o talento do chef de cozinha que preparou seu jantar e disse que o estabelecimento sempre terá ela como amiga e cliente.

Bastou essa postagem em sua página do aplicativo Instagram para causar o alvoroço. A publicação foi feita no último domingo, dia 18 de maio. Os seguidores de Fafá de Belém se mostraram indignados e decidiram se manifestar. Para ter mais clareza dos fatos, a conta de Fafá de Belém custou nada menos do que R$592,13. O restaurante fica na capital São Paulo.

Apesar de divulgar o valor, ela não entrou em detalhes para contar quantas pessoas jantaram com ela no restaurante requintado. Mas, parece que isso não seria o problema já que a cantora ressaltou que valeu a pena o investimento no jantar. Ela conta que gosta de comer bem e não se sentir lesada em um estabelecimento. Isso porque ela disse que estava em um restaurante de renome onde trabalha um chef internacional e sabe que valeu a pena cada centavo gasto.

O restaurante é de Victor Sobral, a quem Fafá se considera amiga. Depois do post, vários fãs comentaram dizendo que era um absurdo. Outro, com bom humor, disse que Fafá de Belém só podia estar lesada para gastar aquele valor. Outros até disseram que o fato de ela postar a nota revelava que ela estava fazendo uma apelação, já que no Brasil há pessoas que passam fome.