Publicado em: segunda-feira, 21/11/2011

Faculdade amazonense com 2ª pior nota no IGC deve recorrer da avaliação

Nesta sexta-feira (18), a Faculdade de Odontologia de Manaus 9FOM) infirmou que vai entrar com um recurso que vai contra a avaliação do Ministério da Educação sobre os cursos oferecidos. Na última quinta-feira (17), os dados do índice Geral de Cursos (IGC) indicaram que a FOM teve a segunda pior nota de desempenho entre as mais de 2 mil instituições avaliadas.

Segundo o advogado da faculdade, nazareno Melo, a FOM encaminha na próxima semana os documentos que pedem que a nota seja reavaliadas. A instituição, que foi avaliada com nota 1, acredita que a avaliação “não é justa”. “Temos uma ótima estrutura e um corpo docente excelente. A nota não deveria ser assim”, justificou o advogado.

De acordo com a FOM, o Exame Nacional de Desempenho dos estudantes (Enade_ deveria avaliar 80 alunos dos cursos, porém, o ministério validou a participação de apenas 43. “Eles afirmam que os estudantes não preencheram os requisitos. Solicitaremos explicações sobre isso”, afirmou.

A FOM ainda comentou que não foi notificada sobre a possível suspensão de vagas, afirmada pelo Ministério. Na quinta-feira, o MEC disse que vai suspender cerca de 50 mil vagas de toros dos cursos superiores que tiverem nota abaixo de 3.