Publicado em: segunda-feira, 20/01/2014

Facebook tem terceira idade como novo público-alvo

Facebook almeja concorrer com emissoras de TV e YouTubeQuando o Facebook foi criado, Mark Zuckerberg e seus colegas da Universidade de Harvard dificilmente imaginariam que a rede social poderia ter a terceira idade como um de seus grandes mercados. Contudo, uma década após a criação da maior rede social do planeta, a popularização entre a terceira idade se transformou em uma verdadeira estratégia de sobrevivência para o Facebook.

Crescimento

Em 2013, os usuários do Facebook com mais de 65 anos responderam pelo maior aumento no número de novos perfis. Nos Estados Unidos, o aumento de perfis de usuários nesta faixa de idade cresceu 10%. Agora, cerca de 45% dos idosos que navegam na internet têm um perfil no Facebook. As informações foram divulgadas pelo Pew Research Center, um dos centros de pesquisa sobre tecnologia mais conceituados dos Estados Unidos. Ou seja, os jovens estão cada vez mais compartilhando as redes sociais com seus avós.

Contraste

Os números sobre o aumento de idosos no Facebook se tornam ainda mais impressionantes quando analisamos, de forma contrastante, os números referentes ao público jovem na rede social. Entre 2012 e 2013, o número de jovens que acessam a internet e têm um perfil no Facebook caiu 2% nos Estados Unidos, passando de 86% para 84%. Esta parcela de usuários, composta por jovens entre 18 e 29 anos, foi a grande responsável pela popularização do Facebook nos últimos anos, mas agora tem começado a migrar para outras plataformas, especialmente os aplicativos de bate-papo que têm um caráter mais privado, restrito a grupos de amigos predeterminados.

Este novo fenômeno, que tem o ano de 2013 como grande marca, demonstra algum desgaste do Facebook perante o público jovem. Uma explicação definitiva é difícil de ser obtida, mas a principal causa apontada tem sido o comportamento natural dos jovens, que não conseguem permanecer muito tempo em um mesmo sistema.

No topo

O Pew Research Center também constatou que o Facebook pode ter alcançado o seu topo em alcance. Ou seja, neste e nos próximos anos, a tendência é que a rede social se estabilize em crescimento, podendo até mesmo apresentar alguma queda no número de usuários.

Apesar dos números recentes, os jovens continuam sendo os grandes responsáveis pelo número de acessos no Facebook. Contudo, entre este público, está a maior dificuldade em manter o crescimento. Nos últimos estudos, o crescimento do Facebook esteve condicionado unicamente ao aumento no número de usuários adultos, com mais de trinta anos.

Tendência

De acordo com Thomas Kamber, que dirige a OATS (sigla em inglês para Serviços de Tecnologia para Idosos), o perfil etário conhecido como terceira idade tem, nos últimos três anos, se interessado de maneira considerável pelas novas tecnologias, incluindo tablets, smartphones e redes sociais.

A OATS é uma instituição fundada há dez anos que, inicialmente, tinha como objetivo oferecer cursos básicos de internet para idosos. Com o passar do tempo, entretanto, a organização foi percebendo que isso não era mais suficiente, pois a terceira idade já havia superado o estranhamento inicial em relação à tecnologia.