Publicado em: terça-feira, 05/06/2012

Facebook: rede social permitirá acesso usuários com menos de 13 anos

De acordo com uma divulgação do jornal “The Wall Street Journal” feita ontem, a rede social Facebook iniciou o desenvolvimento de uma tecnologia que deve permitir a menores de treze anos de idade acesso às redes sociais, porém com a supervisão dos pais.

A rede social mais popular do mundo já conta com cerca de 900 milhões de usuários em todo o mundo e, com este novo projeto, o número pode ampliar significativamente, além de aumentar também a receita obtida pelo Facebook. Hoje em dia, oficialmente, a política da rede social não permite que menores de treze anos façam o cadastro, mas muitos deles acessam a rede com datas de nascimento falsas.

Ainda de acordo com informações do jornal, o Facebook já estaria em fase de teste com diferentes mecanismos possibilitando conectar a conta das crianças no perfil de pais ou responsáveis. Isso aconteceria através de algo como uma página conjunta, onde o responsável acompanharia de perto o que a crianças estava postando e que tipo de conteúdo tem acesso.

Ações conjuntas

Executivos do Facebook informaram que a tecnologia permitiria ainda que a empresa pudesse cobrar diretamente dos pais os valores de serviços que as crianças adquirem inconseqüentemente, como aplicativos e outros jogos.

Mesmo com os avanços da rede social neste projeto, o que preocupa as autoridades federais americanas é a forma com que a o Facebook se propõe a proteger a privacidade dos usuários. E a preocupação aumenta ainda mais quando o assunto é o uso da rede social também por crianças, como em casos de assédio virtual.

Os executivos declararam ao jornal americano que recentes relatórios, mostraram ser muito difícil estabelecer restrições de idade no acesso a internet. Dados publicados na revista Consumer Report no ano passado, indicavam que mais de sete milhões de usuários com menos de treze anos vinham acessando o Facebook. E mais: cerca de cinco milhões deste número teria menos de dez anos.