Publicado em: terça-feira, 19/06/2012

Facebook – rede cria página sem publicidade para Olimpíadas

A maior rede social do mundo, Facebook, lançou ontem, segunda feira (18), em Londres, uma página desenvolvida exclusivamente para os Jogos Olímpicos Mundiais que acontece este ano. A página foi intitulada “Explore Londres 2012 no Facebook”.

De acordo com a vice-presidente e diretora executiva do Facebook, Joanna Shields, a proposta do espaço é que ele funcione como um local de encontro entre ídolos e fãs, pessoas comuns e grandes atletas, de forma que todo mundo possa acompanhar os jogos, ainda que de uma forma mais personalizada.
De acordo com ela, os Jogos Olímpicos sempre resultam em boas histórias, só que apesar de algumas virarem manchete em jornais, muitas delas não chegam até o público que acompanha o evento. A proposta é que todas as histórias envolvendo as Olimpíadas poderão se tornar conhecidas.

Joanna destaca que no espaço, os atletas terão a oportunidade de se relacionar diretamente com o público e seus fãs. Enquanto que as pessoas comuns terão a chance de acompanhar de perto o desempenho dos atletas e até enviar a eles mensagens de estímulo.

Características

O espaço fica disponível em vinte e dois diferentes idiomas, já apresentando mais de cem milhões de conexões entre atletas e fãs. Personalidades brasileiras como Cesar Cielo, Maurren Maggi e Neymar já estão ligados a comunidade.

O diretor de desenvolvimento de negócios internacionais da rede social, Christian Hernandez, afirmou a um jornal que o espaço não terá a exibição de publicidades e apenas os logos oficiais das Olimpíadas e da capital britânica estarão estampados.

Uma forte vigilância quanto o logotipo dos jogos tem sido mantida pelo Cômite Organizador do evento. As empresas que já estão oficialmente associadas aos Jogos, ou seja, que tem o direito de usarem o logo, precisaram pagar milhões para poder estampá-lo.

Entretanto, de acordo com Mark Adams, integrante do Comitê Organizador Internacional, o acordo com a rede social não é comercial nem mesmo exclusivo. Em breve, o Google+ e o Twitter devem também lançar seus espaços destinados ao evento esportivo, assim como também já fez o Foursquare.