Publicado em: quinta-feira, 09/02/2012

Facebook: professora é punida por falar de sexo e festas na rede social

Na Grã-Bretanha, uma professora do ensino primário foi punida após divulgar na internet diversos comentários sobre festas e bebedeiras. Elizabeth Scarlett, 50 anos, foi repreendida pelo Conselho Geral de Professora do País de Gales, onde ela atua. Ex-alunos teriam acessado os comentários da professora em sua página no Facebook.

Uma das investigadoras que trabalhou no caso, Louise Price, declarou que a professora afirmou na web para ex-alunos que ela seria uma “pessoa muito diferente” do que ela apresentava em sala de aula. “Ela disse que era 100% safada e que era festeira”, revelou Price.

A investigadora ainda deu mais detalhes. “Ela usou o Facebook para discutir livremente quais eram seus alunos favoritos; ela falava dos melhores sites para comprar brinquedos eróticos; falava de preferências sexuais e trocava mensagens sobre bebidas com um menor de 11 anos”.

A professora escreveu para um ex-aluno: “Você deveria aparecer para me ver ou, ainda melhor, podemos sair para beber ou dançar. Sou uma pessoa muito diferente fora da escola, gosto de festa – a vida é para ser vivida”, ela postou na rede. “Não sou professora aqui. Sou igual a todo mundo, eu bebo, falo palavrão… mas não conte para ninguém”, postou Scarlett.

Suspensão das aulas

Na escola onde lecionava no País de Gales, a professora deixou de dar aulas. Ela não apareceu na audiência que julgou seu caso e afirmou que os comentários de teor sexual foram postados pelo seu ex-companheiro, que teria invadido sua conta na rede social. O conselho que analisa o caso não conseguiu ter certeza se foi a professora ou outra pessoa que postou os comentários. Ainda assim, ela foi repreendida por outros comentários divulgados.

Scarlett explicou em declaração que recorreu ao site após o final de um relacionamento. “Achei muito viciante. Estava me consolando depois de romper com meu companheiro e as visitas diárias ao Facebook eram uma boa distração. Até onde eu sabia, tinha um perfil no Facebook com a configuração mais fechada possível, não percebi que todo mundo podia ver meus comentários”.