Publicado em: quarta-feira, 31/08/2011

Facebook paga U$40 mil a pesquisadores que identificam falhas no seu sistema de segurança

A empresa que controla a rede social Facebook divulgou nesta segunda-feira (29) que o sistema de recompensas por detecção de ‘bugs’ e falhas no funcionamento da ferramenta online já desenbolsou mais de US$ 40 mil a hackers que tiveram sucesso na missão. A iniciativa para remunerar com recompensas aqueles que identificassem tais falhas foi lançada há três semanas. Naquele momento, a empresa havia afirmado que dependendo do nível da falha encontrada a recompensa poderia aumentar. A princípio, o valor mínimo é de U$500.

De acordo com o diretor de segurança do Facebook, Joe Sullivan, um dos pesquisadores que contribuíram com a empresa recebeu US$ 7 mil por ter identificado seis falhas diferentes. Enquanto isso, outro colaborador recebeu US$ 5 mil por um “relatório muito bom”. O diretor de segurança publicou as informações no blog oficial do Facebook, que pode ser acessado pela página oficial da empresa na sua própria rede social.

Da mesma maneira como o Facebook realizou estes pagamentos, Sullivan conta que a empresa também teve que filtrar as informações falsas sobre o sistema da rede social. O diretor de segurança descreve essa estratégia como uma maneira de ganhar publicidade gratuita. No blog do Facebook não está especificado quantas recompensas foram pagas.

No texto publicado, Sullivan explica que “nós conhecemos e temos relações com um grande número de especialistas em segurança. Porém, o programa iniciou um diálogo com um novo grupo de pessoas em todo o mundo que são apaixonadas por segurança na internet. O programa também tem sido ótimo porque tem tornado o nosso site mais seguro”.