Publicado em: segunda-feira, 03/12/2012

Facebook e Zynga realizam divórcio

Facebook e Zynga “realizam divórcio”Após cerca de um mês de as primeiras receitas de smartphones e tablets chegarem, o Facebook iniciou o “divórcio” com uma de suas maiores parceiras. O site de Mark Zuckerberg e a Zynga divulgaram um comunicado para o mercado que irá abrir espaço para que a rede social comece a criar os próprios jogos.

Em uma nota divulgada, o Facebook afirma que não terá intenção de realizar o desenvolvimento de games e a Zynga disse que este acordo vai permitir que tenha maior flexibilidade. Feito de maneira oficial no ano de 2010, o casamento entre as companhias faz a solidificação do status da Zynga como maior parceira da rede social, porém as cláusulas faziam a restrição da desenvolvedora apenas para a rede social.

Após este novo acordo selado, a Zynga não vai precisar fazera a hospedagem dos seus jogos dentro da rede social, não precisará fazer a veiculação dos anúncios que ela tem no seu portal e nem aceitar créditos do Facebook como maneira de pagamento de seus games.

Criada no ano de 2007, atualmente a Zynga depende da rede social, pois 90% de todos os US$ 316 milhões que a empresa faturou no terceiro trimestre deste ano vieram do Facebook. Após realizarem o acordo, as ações caíram 13% após o pregão. O fato de o Facebook depender da receita da Zynga era uma das maiores críticas que a rede social sofreu desde que abriu capital, no mês de maio.

Já no terceiro trimestre de 2012, este problema começou a ser resolvidos, antes correspondia a 14% de todo o patrimônio, que atingia 20% no mesmo período do ano passado. No mês de outubro, em uma conferência para que comentasse os resultados do trimestre, Zuckerberg falou sobre o possível fim desta relação. A Zynga teve um prejuízo que atingiu US$ 52,7 milhões no trimestre. E o peso nas receitas dentro do Facebook diminui de 10% para 7%.