Publicado em: terça-feira, 10/07/2012

Extradição de Dotcom é adiada para 2013

Nesta terça-feira (10), a agência de notícia EFE informou que a solicitação para que o fundador do site Megaupload fosse extraditado para os Estados Unidos foi adiado para o próximo ano. Os EUA querem julgar Kim Dotcom por pirataria na internet, e o pedido de extradição será feito até o dia 25 de março de 2013.

Em seu perfil no microblog Twitter, o fundador do Megaupload comentou a decisão com a seguinte mensagem: “Processo de extradição adiado até março. Sujas táticas de atraso por parte dos Estados Unidos. Eles destruíram meu negócio. Pegaram todos os meus bens. O tempo fará o resto”. A primeira audiência do caso estava marcada para o dia 6 de agosto.

Audiência

No entanto, esta audiência, que seria realizada no tribunal de North Shore, foi adiada em decorrência da complexidade do processo que envolve Dotcom e também para que assuntos legais possam ser solucionados. O advogado de Dotcom nos Estados Unidos, Ira Rothken, afirmou que as partes tiveram uma reunião com o juiz, David Harley, e concordaram que as autoridades precisam de mais tempo para apresentar as apelações. Assim, a extradição só será feita depois que as apelações forem ouvidas.

Rothken afirmou que seria melhor que Dotcom e os outros três diretores do antigo site, que também estão recebendo acusações na Nova Zelândia, poderiam voltar as suas vidas se o caso fosse resolvido com mais rapidez. Greg Towers, advogado do fundador do site em Auckland, afirmou, por sua vez, que este adiamento não é uma desvantagem nem uma vantagem para seu cliente.