Publicado em: sexta-feira, 27/12/2013

Executivo da BlackBerry desiste de adquirir a empresa

Executivo da BlackBerry desiste de adquirir a empresaMichael Lazaridis, co-fundador da BlackBerry, abdicou dos seus projetos de comprar a empresa depois divulgar em outubro que se uniria a Douglas Fregin, outro co-fundador, para adquirir a maior porcentagem das ações da corporação. Conforme o The Wall Street Journal, Lazaridis noticiou a renúncia na terça-feira (24) e falou que atualmente capta somente 4,99% das ações da BlackBerry.

Lazaridis e Fregin tinham decidido juntar suas frações de participação no capital da empresa, que reunidas simulam 8% para realizar uma oferta conjugada para comprá-la. A disposição teria nascido depois da BlackBerry se alocar à venda perante as ruins decorrências expostos no mês de agosto. Três meses após, a empresa renunciou da ideia depois de a Fairfax Financial Holdings, sua grande acionista, divulgar aquisições da autorização de US$ 1 bilhão na empresa e admitir cerca de US$ 250 milhões em títulos de débitos.

De uns tempos até aqui muitas coisas alteraram e a empresa vem buscando dar a giro pelo topo sob a direção de John Chen. Com expectativa precedente nesse tipo de panorama, acredita-se que Chen alcance a reestruturação da empresa, torná-la rentável e fascinante para, quem sabe, futuramente tentar comerciá-la de novo. Para chegar nesta finalidade, o executivo noticiou na última semana um pacto com a Foxconn e registrou uma mensagem aos seus empregados afiançando que BlackBerry mirará no que faz de melhor.

Michael Lazaridis e Douglas Fregin constituíram a BlackBerry numa acanhada repartição, no Canadá, em 1984 com um crédito realizado pelos pais de Lazaridis. Lazaridis e o ex-CEO Jim Balsillie largaram suas funções executivas no princípio de 2012 depois de sucessivas decorrências negativas da empresa no negócio de smartphones e prejuízo de estimas de suas ações.