Publicado em: sexta-feira, 23/05/2014

Ex-premiê da Tailândia é presa

Ex-premiê da Tailândia é presaNesta sexta-feira, dia 23 de maio, a ex-primeira ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra foi presa pelo governo militar. Ela se apresentou à base depois de receber intimação das Forças Armadas. Ela se autoproclamou premiê depois do golpe de estado no país. Outros membros da família de Shinawatra também estão presos.

A ex-premiê foi detida junto com a irmã e o cunhado. As informações foram divulgadas pela agência de notícias Reuters. Há mais 100 pessoas que deverão prestar esclarecimentos. Elas também foram intimadas pelos militares. Entre os intimados estão membros do partido político de Shinawatra, além de líderes dos manifestantes.

As informações divulgadas afirma que os militares falaram que deveriam prender Shinawatra por até uma semana. O local que a ex-premiê está presa permanece em sigilo. Quem já se pronunciou ao Exército é Niwatthamrong Bonsongpaisan, que é o sucessor de Shinawatra. Ele estava foragido desde que foi dado o golpe de Estado.

Outro que também já se apresentou foi o ex-primeiro ministro, Somchai Wongsabat. Ele esteve no poder no ano de 2008 e pertence ao mesmo partido político da ex-premiê. As transmissões dos veículos tailandeses permanecem suspensos. Somchai foi até o edifício militar na companhia da esposa Yawapa, que é irmã da ex-premiê. O líder do clã e ex-primeiro ministro Thaksin Shinawatra também acompanhou Somchai. Ele foi deposo em 2006, quando também houve um golpe.

O golpe de estado de 2006 desencadeou a crise política atual do país. Thaksin está exilado na capital dos Emirados Árabes, Dubai. Essas pessoas receberam intimação depois que o chefe do Exército, general Prayuth Chan-ocha, ter de autoproclamado primeiro ministro interino da Tailândia. O exército também proibiu 155 pessoas de deixar o território a fim de manter a ordem e a paz no país. Os conteúdos críticos a respeito do golpe militar estão proibidos.