Publicado em: terça-feira, 28/08/2012

Ex-motorista do goleiro Bruno foi vítima de tentativa de homicídio

Ex-motorista do goleiro Bruno foi vítima de tentativa de homicídioO ex-motorista do goleiro Bruno foi,na noite de domingo (26), vítima de uma tentativa de homicídio em um dos bares localizados no bairro Liberdade, em Contagem (localizada na região metropolitana de Belo Horizonte).

Segundo informou a Polícia Civil, a vítima Cleiton da Silva Gonçalves foi atingido por dois disparos de arma de fogo no ombro. A informação ainda não pôde ser precisa pelo fato de Cleiton não ter procurado ajuda em nenhum hospital depois do ocorrido.

Conforme a polícia, ele está desaparecido, e os agentes estão à procura dele. A apuração dos fatos e os questionamentos com as testemunhas revelou que dois homens chegaram armados ao local e deram os tiros. Durante o confronto ao ex-motorista do goleiro, um adolescente foi atingido em uma das pernas, mas não está correndo risco de morte. Cleiton foi preso em março de 2012 sob acusação de ter envolvimento direto e ser ter sido considerado que mandou matar um homem, em um restaurante que é localizado às margens da BR-040, em Contagem. Depois deconseguir um alvará de soltura, ele está respondendo o processo em liberdade.

A tentativa de homicídio contra o motorista aconteceu alguns dias depois do assassinato de Sérgio Rosa Salles, que era primo do goleiro Bruno e foi morto com seis tiros na última quarta-feira (22) no bairro Minaslândia, localizado na região norte de Belo Horizonte.

Para a polícia, ele chegou a ser perseguido por dois homens que estavam em uma moto,sendo o ocupante da garupa a fazer vários disparos. O assassinato ocorreu em uma das ruas do bairro, quando o menino saía para o trabalho.

Ontem(27), a Corregedoria da Polícia Civil de Minas Gerais resolveu assumir as investigações sobre a morte do primo do goleiro, que até então, estavam sendo conduzidas pelo Departamento de Investigações de Minas Gerais. Uma das suspeitas que vai ser checada é o suposto envolvimento de policiais civis na execução do primo de Bruno.