Publicado em: sexta-feira, 04/05/2012

Ex-ministro Lupi diz que não há mal-estar com presidente depois da escolha de Brizola Neto

O ex- ministro do Trabalho e presidente do PDT, Carlos Lupi, disse ontem que não há problemas entre ele e a presidente Dilma em função da escolha de Brizola Neto para assumir a pasta que antes era ocupada por ele. Segundo Lupi, não há mal-estar entre ele e Dilma. No entanto o presidente do PDT disse que todo partido possui os seus problemas internos. Para ele, esses problemas vão sendo resolvidos com o tempo e existem em todos os partidos, pois faz parte do processo de construção da sigla. Lupi concedeu entrevista aos jornalistas durante a cerimônia de posse de Brizola Neto, ontem, no Palácio do Planalto.

De acordo com Lupi, a escolha dos ministros é de responsabilidade da presidente Dilma e o partido precisa aceitar, principalmente, porque o nome de Brizola Neto era um dos cotados pelo partido para ocupar a vaga. Conforme opinou Paulo Pereira, deputado pelo PDT de São Paulo, é normal que exista disputas internas dentro de um partido no momento em que há escolha para cargos. Segundo ele, isso ocorreu, pois o PDT cotou três nomes para repassar para a presidente Dilma. Ele ressaltou, no entanto, que Brizola Neto, o escolhido de Dilma, terá o apoio de todo o partido.

Pereira, que também é presidente da Força Sindical, disse que na terça-feira houve muita conversa com os membros do partido e a situação já está bem melhor. Ele garante ainda que Brizola Neto terá apoio da bancada dos parlamentares. Além disso, o nome do novo ministro foi aceito também pelo movimento sindical. Um dos pedidos do movimento ao ministro é que ele se aproxime do setor patronal que está afastado do ministério. O responsável pela pasta a partir de hoje é neto do fundador do PDT, Leonel Brizola. Sua posse foi ontem e no seu discurso defendei que o ministério será ágil, transparente e inovador.