Publicado em: sexta-feira, 08/07/2011

Ex-editor de tablóide britânico News Of The World, preso por escutas telefônicas

Acusado de realizar escutar telefônicas para conseguir informações exclusivas que teriam sido publicadas no tabloide News Of The World, o ex-assessor de comunicação, Andy Coulson, do primeiro-ministro britânico, David Cameron, foi preso hoje (08). As acusações são referentes ao período quando Coulson trabalhou como editor do jornal, que se deu entre 2003 e 2007. Em janeiro deste ano Coulson pediu demissão do cargo como porta-voz de Cameron por conta da polêmica.

Os grampos teriam sido feitos nos telefones particulares de celebridades, membros da família real, figuras políticas da Inglaterra, vítimas de um atentado terrorista e, inclusive, da menina Milly Dowler, vítima de assassinato e estupro. Analistas do caso de Coulson afirmam que a comunidade britânica não se revolta tanto com a invasão de privacidade das celebridades, pois consideram que isso é inerente à condição delas na sociedade.

Porém, o caso se tornou mais grave a partir do momento em que a jovem Milly estaria envolvida no esquema de escutas ilegais. Além de terem grampeado a caixa de mensagens do telefone da menina, os responsáveis pela escuta teriam apagado mensagens que estavam enchendo a caixa, atitude que configura como destruição de evidências do caso de assassinato. Além disso, quando a família da garota percebeu que as mensagens estavam sumindo, chegaram a acreditar que Milly estaria viva.

Quando um jornalista e um investigador particular do tabloide foram presos, Coulson assumiu a responsabilidade pelo jornal enquanto ainda atuava como editor. Porém, ele nega ter tido conhecimento sobre a atuação clandestina para a obtenção de informações exclusivas.