Publicado em: sábado, 19/04/2014

Estudos indicam que consumo de chocolate amargo diminui o risco de infarto

Estudos indicam que consumo de chocolate amargo diminui o risco de infartoCom a aproximação da Páscoa, as vendas de chocolates aumentam em todo o país e com isso o consumo do produto cresce também, estudos realizados recentemente dão conta de que o consumo da sobremesa que é paixão de cinco em cada sete pessoas pode sim ser benéfico a saúde.

O chocolate em sua versão com mais teor de cacau ajuda a evitar transtornos como infarto do miocárdio, além de auxiliar no controle da pressão arterial, além disso o estudo revela também que a melhor hora para o consumo do produto é justamente após a refeição pois a sensação de saciedade dura por um tempo maior e isso faz com que a pessoa não sinta necessidade de comer a todo instante.

Vale lembrar que os chocolates diets devem ser consumidos por pessoas portadoras de diabetes, e mesmo assim estes devem ter cautela ao consumir o produto, porque embora não tenha açúcar em sua fórmula o número de gorduras e calorias superam as do produto não dietético.

Muitas notícias tem saído a respeito de o chocolate ser benéfico para dietas pois o consumo dele dá ao indivíduo a sensação de saciedade, o que faz com que as pessoas consumam menor quantidade de alimentos, porém o produto deve ser com grande concentração de cacau em sua fórmula, existem atualmente muitas opções de chocolates que chegam a ter até 99% de cacau em sua composição.

Para aqueles que amam chocolate vale lembrar que estes estudos ainda estão em processo de análise e que portanto essas informações ainda não são 100% verídicas, mas quem não consegue resistir a tentação, o melhor é se manter firme e distante do alimento, já que neste período de Páscoa, o mais comum é presentear alguém e também ser presenteado com variados tipo de chocolates, uma tentação que é difícil de resistir.