Publicado em: quarta-feira, 11/06/2014

Estudo revela que ingerir carne vermelha em excesso pode oferecer risco de câncer de mama

Estudo revela que ingerir carne vermelha em excesso pode oferecer risco de câncer de mamaUm estudo feito nos Estados Unidos, por pesquisadores de Harvard, afirma que o consumo de carne vermelha em excesso pode oferecer maior risco de câncer de mama. Eles aconselham que para prevenir, deve-se substituir a carne vermelha por outros tipos de alimentos, como feijão, ervilha, lentilha, aves, nozes e peixe. Essa troca da carne por esses alimentos pode diminuir o risco da doença em mulheres mais novas.

Em contraponto, especialistas britânicos ressaltam que existem outros estudos que não mostram nenhuma relação clara entre a carne vermelha e o câncer de mama. Outras pesquisas feitas anteriormente revelam que o consumo em grande quantidade da carne vermelha pode ser responsável por desencadear posteriormente o câncer de intestino.

Os dados são de uma pesquisa feita nos Estados Unidos que acompanharam de perto a saúde de 89 mil mulheres com idade de 24 a 43 anos.

Substituição

O grupo dos pesquisadores examinou a dieta de 3 mil mulheres que possuem o câncer de mama, e puderam detectar que a ingestão de grandes quantidades de carne vermelha logo no início da fase adulta, pode sim, oferecer risco para o câncer de mama, eles relataram o estudo para a revista “British Medical Journal”.

Contudo, mesmo comprovando que há um risco, o grupo afirmou que pode ser classificado como ‘pequeno’. Já o epidemiologista da Universidade de Oxford Tim Key, deu sua opinião sobre o assunto e garantiu que o estudo americano constatou nada mais do que um ‘elo fraco’ entre comer a carne e o câncer de mama, mas que isso não basta para mudar as afirmações citadas em estudos anteriores, de que por enquanto não existe nenhum tipo de relação entre eles.

O especialista também dá dicas, dizendo que uma forma de reduzir o câncer de mama, também é cuidando do peso, cuidando na ingestão excessiva de álcool e também com exercícios físicos, o que não quer dizer que não se deve tirar a carne vermelha. Se for possível substituir, ele considera importante trocas a vermelha por carne branca, feijão ou peixe.