Publicado em: terça-feira, 09/08/2011

Estudo mostra que uso excessivo do Facebook pode levar ao narcisismo

Pesquisa divulgada por Larry D. Rosen, professor da Universidade do Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, mostra que os jovens que passam tempo excessivo em frente ao computador tem maior tendência a demonstrar sinais de narcisismo, além de outros distúrbios psicológicos que podem ser manifestados. De acordo com uma publicação do IBTimes, sintomas como comportamento antisocial, maníaco ou depressivo podem acabar sendo identificados em quem passa muito tempo na rede social.

O pesquisador divulgou seu estudo na 119ª Convenção Anual da Associação Americana de Psicologia. Além das questões que afetam a própria saúde mental dos jovens, Rosen defende que o grande conteúdo de jogos disponível na rede social pode atrapalhar o aprendizado dos jovens. Nesse sentido, a principal consequência seriam as notas baixas e o aproveitamento inferior da experiência na escola.

Porém, o estudo mostra prós e contras o uso do Facebook. A quantidade de tempo delimitada para quem já demonstra ter sido prejudicado nos estudos é de 15 minutos, mas, ao mesmo tempo, essa participação na rede social foi positiva para aqueles que são mais tímidos e não conseguem socializar facilmente na “vida real”. Para estes, o computador passa a ser uma “proteção” para tomar a iniciativa e se relacionar com conhecidos do colégio, por exemplo.

Como conselho aos pais, Rosen explica que ao invés de tentar fazer um monitoramento “furtivo”, com a tentativa de espionar o que os jovens estão fazendo no computador, ele recomenda apostar na conversa desde cedo com os filhos e manter um diálogo de confiança.