Publicado em: quarta-feira, 26/03/2014

Estudo mostra que o ser humano é capaz de identificar pelo nariz 1 trilhão de aromas

Estudo mostra que o ser humano é capaz de identificar pelo nariz 1 trilhão de aromasUm estudo feito por pesquisadores da Universidade de Rockefeller em Nova York, revela que o nariz humano é capaz de detectar um trilhão de diferentes cheiros, muito mais do que se era pensado anteriormente. Segundo os cientistas, é usado apenas uma pequena fração dos poderes olfativos, investindo em outras pesquisas sobre esse assunto, novos estudos que foram publicados pela revista Science, diz que o nariz humano tem muita mais estímulos e supera os olhos e os ouvidos. A comparação se baseia em que o olho humano capta até três receptores de luz que fazem o trabalho juntos e levam a pessoa a ver até 10 milhões de cores, porém, pelo ouvido é possível se ouvir quase meio milhão de tons.

Anteriormente, os pesquisadores acreditavam que o nariz, que possui 400 receptores olfativos, poderiam ser capazes de captar em torno de 10 mil aromas diferentes, não satisfeitos apenas com as informações sem nenhuma ‘profundidade’, resolveram testar essa ideia, que foi dito em 1927, contudo, nunca foi investigado cientificamente e não há nenhuma comprovação de que seja verdadeiro. Para isso, eles criaram diversos experimentos apenas para observar as pessoas e como elas conseguem diferencias cheiros em misturas que foram produzidas em 128 moléculas de cheiros diferentes, e representavam variedade de aromas. As moléculas do experimentos foram misturadas aleatoriamente em grupos de 10, 20 ou 30, afim de criar cheiros não cotidianos.

Resultados inesperados

Das pessoas que passaram pelo procedimento, 26 foram chamadas para identificar um aroma em meio a três amostras, os resultados mostraram que a pessoa média pode distinguir pelo menos um trilhão de aromas diferentes com o nariz, um número muito maior do que é capaz de ser detectado pelo olho e pelo ouvido. De acordo com o que a co-autora do estudo, Leslie Vosshall, disse em uma entrevista à BBC, esse é o primeiro teste real que mostra o quanto os seres humanos são bons em sentir cheiros.