Publicado em: sexta-feira, 24/08/2012

Estudo mostra danos causados pela poluição à saúde de profissionais que trabalham no trânsito

Estudo mostra danos causados pela poluição à saúde de profissionais que trabalham no trânsitoUm estudo divulgado essa semana por pesquisadores das universidades Federal de São Paulo (Unifesp), USP e Harvard (EUA) indicou que a poluição causa sérios problemas às pessoas que trabalham diretamente em ambientes contaminados, como é o caso de profissionais de transito que convivem com a fumaça, por exemplo, quase o tempo todo. O estudo teve como base os funcionários que trabalham nas ruas da capital paulista. O grupo de estudos considerou algumas profissões como aquelas que mais estão vulneráveis aos problemas causados pela poluição. O grupo trabalhou, então, com 71 taxistas e mais 30 funcionários da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo e que fazem a fiscalização do transito nas ruas. Para termos de comparação, foi utilizado como base um grupo de pessoas menos vulnerável à poluição. Para isso utilizou-se como amostra 20 funcionários do Horto Florestal localizado na Serra da Cantareira. Esta é uma região com pouca poluição se comparada com a capital paulista.

Pesquisa conclui que poluição traz danos à saúde dos trabalhadores

A pesquisa teve duração de quatro anos e as pessoas foram acompanhadas pelos pesquisadores. No final, a conclusão a que se chegou é que as pessoas que ficaram mais expostas à poluição do trânsito tiveram mais problemas no organismo. Ao todo foram 90 estudiosos envolvidos na pesquisa, sendo de várias áreas como da cardiologia, oftalmologia, clinica médica e de patologia. Para o coordenador da pesquisa, Paulo Saldiva, professor da USP, o ar poluído provocou diversos problemas como inflação de pulmão, distúrbio pró-coagulante, rinite, obesidade, conjuntivite, entre outros. Além disso, a pesquisa detectou que as pessoas que convivem com a poluição acabam criando “ações adaptativas” no organismo, principalmente relacionadas aos ruídos e estresse. Além disso, conforme aumenta a poluição, também aumentam os problemas de saúde.