Publicado em: quinta-feira, 11/08/2011

Estudo mostra baixo número de computadores em salas de aula de escolas públicas

Pesquisa divulgada nessa terça-feira (09) pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil com o título TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) Educação 2010, a qual contemplou 497 instituições de ensino municipal e ensino estadual, mostra que apenas 4% das escolas tem acesso aos computadores em sala de aula. Esse número se mostra realmente baixo ao perceber que a mesma pesquisa indica que 100% das escolas estão equipadas com computadores e 92% delas tem acesso à internet.

Ao mesmo tempo, os professores que participaram do estudo relataram que as atividades mais escolhidas para realizar com os alunos são as que exigem o menor uso do computador em aula. De modo geral, tais atividades incluem exercícios de prática e fixação do conteúdo ministrado em sala de aula, aula expositiva e interpretação de texto. Com relação às repostas fornecidas somente pelos professores de português, 66% dos entrevistados defendem que a principal atividade com o computador é ensinar a como usar a máquina e a internet.

Em segundo lugar, com 44%, a prática mais valorizada no contato com o computador é a questão de usar a ferramenta para a pesquisa. Por fim, a terceira prioridade, a qual conta com 43% da preferência, é o computador como meio para realizar projetos e trabalhos sobre determinado tema especificado pela escola.

Porém, um dos motivos para que essas práticas não sejam usadas com mais frequência é a questão do baixo número de computadores instalados nas salas de aula e com acesso à internet. Caso isso aumentasse, o uso pedagógico do computador seria mais efetivo.