Publicado em: sábado, 08/12/2012

Estudo francês aponta que remédio Baclofeno que combate a paralisia pode ajudar alcoolismo a longo prazo

Estudo francês aponta que remédio Baclofeno que combate a paralisia pode ajudar alcoolismo a longo prazoUm estudo que um médico francês realizou entre 2008 e 2010, e publicado nesta semana no periódico “Frontiers in Psychiatry”, aponta a eficácia do remédio baclofeno em tratamentos de alcoolismo a longo prazo.

Este medicamento é prescrito para tratamento de doenças como esclerose múltipla e a paralisia, porém cada dia que passa é mais utilizado na França para o tratamento de dependentes de álcool. Atualmente, a eficácia desta molécula havia sido testada por curto e médio prazo, até um ano após o tratamento começar.

Os autores do estudo, porém advertem que este produto não faz milagres e tem falhas na utilização dele, principalmente sobre o aparecimento de alguns efeitos colaterais, como fadiga e sonolência. O novo estudo, que Renaud de Beaurepaire, lidera no Grupo Hospitalar Paul-Giraud em Villejuif, próximo a Paris, utilizou 100 pacientes, que eram dependentes de álcool e tinham resistências a tratamentos de maneira convencional, eles tiveram o tratamento feito com doses de baclofeno que iriam crescendo sem limites.

Os resultados apontaram a porcentagem dos pacientes se tornou totalmente abstinente álcool e os que passaram a fazer consumo normais, conforme padrões dados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), chegou a cerca de 50% nas avaliações que foram realizadas depois três meses, seis meses, um ano ou até dois anos.

Uma quantidade de pacientes conseguiu também reduzir de maneira significativa a quantidade de consumo de bebidas alcoólicas, porém sem que tivessem controle total disso, e foram enquadrados na categoria como sendo pacientes de “risco moderado”, conforme padrões da OMS.

A quantidade total de pacientes que teve uma melhora significativa com este tratamento chegou a 84% após três meses, 70% após seis meses, 63% após um ano e 62% após dois anos, conforme aponta o estudo.