Publicado em: sexta-feira, 11/01/2013

Estudo consegue reverter surdez em animais de laboratório e pode ser útil em seres humanos

Estudo consegue reverter surdez em animais de laboratório e pode ser útil em seres humanosPesquisadores norte-americanos reverteram pela primeira vez um quadro de surdez, a reversão ocorreu depois da regeneração de pequenos pelos que fazem com que sons sejam detectados na parte interna do ouvido. Esta pesquisa foi liderada por cientistas das universidades de Harvard e de Massachusetts e teve sua publicação na revista científica “Neuron”.

Os testes foram realizados em camundongos e parte das cobaias deste estudo receberam injeções para estimular o crescimento de pelos nos ouvidos. A audição não chegou a ser totalmente restaurada, porém os camundongos que eram totalmente surdos começaram a escutar sons como batidas de portas ou do trânsito. Especialistas ficaram extremamente contentes com estes resultados, porém afirmar que o tratamento em seres humanos ainda não está perto de virar realidade.

A audição feita de maneira normal necessita do processo que converta as ondas de som em sinais de maneira elétrica, para que possam ser identificados e sofrer processo através do cérebro dos seres vivos. O primeiro passo acontece dentro do ouvido, onde ocorrem vibrações de som que fazem o movimento dos pequenos pelos, o que cria um sinal elétrico. A grande quantidade dos problemas nos ouvidos, afirmam os cientistas é resultado de danos nestes pelos.

Para que o estudo seja conduzido, os cientistas do Massachusetts Eye and Ear (Instituto de olhos e ouvidos de Massachussets) e da Harvard Medical School (Escola médica de Harvard) usaram ratos de laboratório que eram totalmente surdos e que não tinham nenhum pelo em seus ouvidos. Logo após foi utilizado um medicamento para que fossem afetadas as células que tinham responsabilidade para que ocorresse o crescimento de pelos. A droga fez a reprogramação destas células, e mudou os genes presentes nelas e fez o estímulo da transformação nas células que continham estes pelos.