Publicado em: sábado, 15/03/2014

Estudo afirma que Facebook promove “contágio emocional”

Estudo afirma que Facebook promove “contágio emocional”Um estudo das universidades de San Diego e Yale, publicado nesta quarta-feira, 12 de março, afirma que a rede social mais popular do mundo não serve apenas para conectar pessoas, tendo também um poder de contagiar as emoções dos usuários, de acordo com as postagens acompanhadas.

O artigo foi publicado no periódico científico Plos One e, para sua realização, a equipe de pesquisadores da universidade contou com a ajuda de funcionários do próprio Facebook.

Metodologia

A pesquisa levou em conta milhões de mensagens publicadas na rede social. O primeiro passo foi associar o teor das mensagens com informações meteorológicas das cidades onde os usuários se encontravam. Os resultados mostraram que, em dias chuvosos, a publicação de mensagens com teor positivo cai em 1,19%, ao mesmo tempo em que as mensagens negativas crescem 1,16%.

Segundo os autores da pesquisa, embora a variação percentual seja relativamente pequena, há aí um significado estatístico importante. Embora o Facebook tenha sido utilizado como parâmetro, a mesma dinâmica pode, provavelmente, ser aplicada a qualquer outro sistema de interação virtual, como outras redes sociais ou aplicativos de troca de mensagens.

Contágio

Após analisar a variação de humor dos usuários de acordo com o clima, os pesquisadores foram além, com o objetivo de identificar o “contágio” destas emoções, ou seja, o impacto que as publicações positivas e negativas têm na rede de contatos de quem criou a postagem.

Neste sentido, a pesquisa concluiu que, para cada pessoa que foi afetada pelas condições meteorológicas, uma ou duas pessoas mais também têm suas emoções afetadas. Isso é válido mesmo para quem está em um local com condições climáticas totalmente diferentes. Ou seja, se, por exemplo, um usuário em um local chuvoso posta mensagens com teor negativo, até duas pessoas podem acabar sendo afetadas por seu humor, mesmo que estejam em locais ensolarados.

Emoções positivas

Felizmente, de acordo com os pesquisadores, as emoções positivas se mostraram mais contagiosas do que as negativas. Segundo o estudo, as postagens com um teor positivo se mostram ainda mais “contagiosas” em períodos propícios, como férias, finais de semana, Natal, Ano Novo e outros feriados norte-americanos, como Ação de Graças e 4 de Julho.

Embora não seja conclusivo, o estudo traz indicadores importantes, que mostram como as redes sociais têm um sistema de interação bem próximo ao da “vida real”. Afinal, nos círculos sociais experimentados presencialmente, o tom das emoções afeta diretamente as pessoas próximas. Uma pessoa com bom humor tem grandes chances de, involuntariamente, acabar “contagiando” quem está próximo a ela. O mesmo vale para o outro lado: alguém que está em um dia ruim, por exemplo, pode acabar arruinando o humor das pessoas próximas a ela. Este “contágio” já é muito conhecido pelo senso comum, mas agora ganha ares de estudo científico.

Ou seja, como conclusão, o estudo dá quase um conselho: quando estiver no Facebook, priorize em sua lista de contatos pessoas que, geralmente, têm um humor positivo. Isso pode influenciar diretamente em seu próprio humor.