Publicado em: sexta-feira, 09/03/2012

Estudantes da USP encerram greve

Em uma assembleia realizada na noite de ontem, quinta-feira (8), os universitários da USP que estavam em greve, decidem terminar com a manifestação, que já acontecia há quatro meses. Entretanto, os estudantes também aproveitaram para marcar uma reunião que deve acontecer no dia 20, evento onde deverá ser votado um novo indicativo de greve.

Até o dia da reunião, a proposta é conseguir fortalecer a mobilização sob três aspectos do movimento: o pedido de saída do reitor João Grandino Rodas, o término do convênio que intensificou o policiamento dentro da Cidade Universitária e o cancelamento dos processos contra alunos e funcionários envolvidos.

A paralisação iniciou ano passado, no dia 8 de novembro, depois de uma operação policial que cumpria um mandado de reintegração de posse do prédio da Reitoria da instituição. O prédio foi invadido por manifestantes que eram contra a permanência dos PMs no campus do Butantã, localizado na zona oeste. Cerca de setenta pessoas foram levadas para a delegacia.

De acordo com o integrante da comissão gestora do Diretório Central dos Estudantes (DEC), Pedro Serrano, a decisão de encerrar a greve foi “tática”. “A prioridade agora é aumentar a mobilização interna”, explicou Serrano.

Os principais alvos do movimento a favor da greve são os aproximadamente 10 mil calouros que entraram na USP há cerca de 15 dias. “Os novos alunos estão bem dispostos a se envolver”, afirma Serrano com convicção.

Até o final de março devem acontecer as eleições para o Diretório. Hoje em dia, uma comissão atua com mandato provisório. Estão disputando a diretoria cinco chapas e apenas uma delas defende a permanência da PM no campus.

Universidade de São Paulo

A USP é uma das três universidades públicas que são mantidas pelo governo do Estado de São Paulo, Junto com ela estão a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp). Ela é a maior universidade pública brasileira e uma das mais prestigiadas do Brasil.

A Universidade possui cerca de 75.000 alunos matriculados nos onze campi da instituição. Quatro deles estão localizados em São Paulo, sendo principal conhecido como Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira. A universidade conta também com campi nas cidades de Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto e São Carlos.