Publicado em: domingo, 06/04/2014

Estresse traz problemas de oleosidade na pele e no couro cabeludo

Estresse traz problemas de oleosidade na pele e no couro cabeludoUma rotina repleta de stress traz consequências a saúde e vida de uma pessoa, mas além disso, acredita-se que o stress excessivo pode afetar a pele, deixando ela oleosa ocasionando cravos e espinhas. O programa Bem Estar, mostrou na última quinta-feira (3), a opinião da dermatologista, Márcia Pureli, ela explicou a relação entre os dois e que isso pode sim acontecer, porque há um aumento do hormônio do estresse, o ‘cortisol’ e dos radicais livres, que são responsáveis por prejudicar a pele e também o couro cabeludo. Além dos problemas com a pele, o nervosismo também pode aflorar problemas já existentes na pessoa, como a caspa.

Com todas os aborrecimentos desencadeados pelo estresse, é normal que as pessoas procurem medicamentos e tratamentos que resolvam o problema, mas não é tão fácil quanto parece, há uma grande dificuldade em encontrar um produto adequado para o caso específico. De acordo com a cosmetóloga, Sônia Corazza, o uso do produto não indicado para o tipo de pele, pode ser prejudicial e até causar um processo irritativo. Por conta disso, é importante que primeiro se identifique o tipo de pele, se é normal, seca, oleosa ou mista, e para saber isso, é indicado que a pessoa lave o rosto e, duas horas depois, pegar um lenço de papel e pressionar com delicadeza sobre a pele para depois conseguir verificar quais os pontos de oleosidade que ficaram registrados no papel.

Hidratação

Independente da pele, é preciso que ela seja hidratada, contudo, o hidratante para cada tipo de pele muda, por exemplo – na pele normal, o ideal é um produto que tenha emulsão ou leite, e base fluida, já no caso da pele seca, é preciso um produto à base de creme ou manteiga, e com a pele oleosa é necessário um hidratante em gel ou sem óleo. Corazza também falou referente as diferenças entre os sabonetes, que são os comuns, líquidos, glicerinados e com hidratante. Segundo a cosmetóloga, todos eles possuem PH diferentes, mas o sabonete em barra ou em líquido são os mais indicados por agredirem menos a pele.