Publicado em: sexta-feira, 31/01/2014

Esqui: Laís Souza se comunica através dos olhos, mas pode não respirar sozinha

Esqui: Laís Souza se comunica através dos olhos, mas pode não respirar sozinhaApós passar por duas cirurgias bem-sucedidas, na última quinta-feira (30), em Salt Lake City, nos Estados Unidos, Laís Souza já consegue se comunicar com os médicos do Universitário de Utah. Sem mover braços e pernas, a brasileira se comunica pelos movimentos dos olhos, através de um aparelho instalado com uma tela de computador.

Os médicos, porém, afirmaram que Laís Souza pode não voltar a respirar sozinha, sem a ajuda de aparelhos, pois houve um deslocamento total da vértebra 3 da coluna, que é responsável pela parte respiratória. O atual estado da brasileira é crítico e seu estado é de choque medular. A atleta não pode mexer os músculos do pulmão, e por isso, depende 100% dos aparelhos para conseguir fazer a respiração.

Na última quinta-feira, Laís Souza recebeu a primeira visita de sua mãe, Odete Souza, que mora na cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Não há data prevista para a retirada dos dois tubos instalados na atleta.

Sobre as possibilidades de a brasileira se recuperar e voltar a praticar esportes, a médica Dra. Holly Ledyard, da Universidade de Utah, disse que prefere não dizer que não, pois está confiante nos avanços da medicina. A neurologista prefere não fazer uma previsão enquanto Laís estiver em choque medular.

Laís sofreu o acidente quando estava treinando em preparação para os Jogos Olímpicos de Inverno de Socchi, na Rússia. A ex-ginasta queria buscar uma vaga através dos Aéreos de Estilo Livre, competição disputada nos Estados Unidos.

Brasileira está sendo assistida por médico do COB e equipe da Universidade de Utah

Laís Souza está sob os cuidados de uma equipe composta pelo brasileiro Antônio Marttos Júnior, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), pela médica neurointensivista, Dra. Holly Ledyard; e também pelo médico neurocirurgião Dr. Andrew Dailey, ambos da Universidad de Utah, nos Estados Unidos.