Publicado em: domingo, 09/02/2014

Especialistas veem Corinthians em vantagem na troca de Pato por Jadson

Especialistas veem Corinthians em vantagem na troca de Pato por JadsonA troca que São Paulo e Corinthians protagonizaram no meio desta semana, entre Jadson e Alexandre Pato, segue dando o que falar na imprensa esportiva. Após o anúncio do acerto, os clubes divulgaram alguns detalhes contratuais. De acordo com diversos jornalistas especializados em esportes, os termos dos contratos têm mostrado que o Corinthians se deu melhor na negociação.

Proteção

Para que o São Paulo se proteja de uma possível venda precoce de Alexandre Pato, o Corinthians não pode negociar o atacante por menos de 15 milhões de euros, algo em torno de R$50 milhões. A diretoria são-paulina afirma que esta cláusula é segura, pois Pato está desvalorizado no momento e dificilmente receberia propostas deste valor.

De fato, antes de chegar ao São Paulo, Pato foi oferecido pelo Corinthians para diversos clubes, mas nenhuma negociação avançou. A Juventus, da Itália, chegou a receber uma proposta corintiana que permitir a ida gratuita do atacante para o clube, caso a Juventus bancasse os salários.

Dilema

Apesar da aparente segurança desta cláusula, o São Paulo vive um dilema: caso Pato recupere seu bom futebol de outros anos no tricolor paulista, aumentam consideravelmente as chances de que uma proposta de 15 milhões de euros seja recebida no meio do ano. Ou seja, se Pato jogar muito bem no São Paulo, o tricolor pode perdê-lo ainda no meio do ano. Caso isso aconteça, Pato teria participado de, no máximo, 14 partidas pelo São Paulo.

Vantagem alvinegra

Devido a esta série de possíveis situações, o contrato feito pelo Corinthians com Jadson é mais vantajoso. Isso porque, se Pato for vendido no meio do ano, o Corinthians receberia de volta o valor investido no atleta em 2013, além de ficar com Jadson em definitivo. O São Paulo, por sua vez, ficaria sem nenhum dos jogadores, e não poderia contar com Alexandre Pato para a fase decisiva das competições que participa.

Dentre as 14 partidas que Pato disputaria neste cenário hipotético, seis são da Copa do Brasil, pelas três primeiras fases da competição. As outras oito seriam do Campeonato Brasileiro. Há nove rodadas da competição até junho, mas uma delas é o clássico entre São Paulo e Corinthians e, por questões contratuais, Pato não poderá estar em campo.

Queda nos valores

A partir de janeiro do próximo ano, o valor da venda de Pato cai para 10 milhões de euros. Neste cenário, a probabilidade de negociação do jogador pelo Corinthians fica muito maior. Se, ainda em 2014, o Timão receber uma proposta abaixo dos 15 milhões, o São Paulo pode aceitar a negociação, mas não é obrigado a isso.

Do lado alvinegro, a situação está aparentemente mais tranquila, ao menos no que diz respeito à chegada de Jadson. O meia deve estrear no Paulistão em breve, e viu a transferência para o Corinthians como uma boa maneira de voltar a ser titular em uma equipe de ponta. Também pesou a favor de sua transferência a presença de Mano Menezes no comando da equipe. Mano foi o primeiro treinador a levar Jadson para a Seleção Brasileira.