Publicado em: quinta-feira, 05/04/2012

Espanhol é barrado no aeroporto de Brasília

Durante a última terça-feira (3), um médico espanhol foi barrado no aeroporto de Brasília porque não atendia aos novos requisitos exigidos para a entrada no Brasil. De acordo com informações da Polícia Federal, o homem não possuía passagem de retorno para a Espanha e também não tinha reserva em um hotel.

Esta repatriação de um espanhol não é a primeira que acontece em Brasília desde a última segunda-feira (2), dia em que o Brasil passou a adotar oficialmente o princípio da reciprocidade no que diz respeito a passageiros que chegam da Espanha. Com esta aplicação, a entrada de visitantes em ambos os países passa a ter as suas regras igualadas.

A Espanha exige dos brasileiros as mesmas condições que a partir de agora o Brasil irá exigir dos espanhóis. É necessária a passagem de ida e volta, sendo necessário o comprovante de reserva feita em algum hotel ou uma carta-convite reconhecida em cartório com assinatura do anfitrião (se o visitante for se hospedar na residência de parentes ou amigos). Também é preciso um comprovante de residência de quem for hospedá-lo.

Além disso, o turista espanhol que vier ao Brasil vai ter que provar possuir meios de se manter no país enquanto estiver de passagem, uma quantia equivalente a R$ 170 por dia. Isso deve ser comprovado com um cartão de crédito internacional, mas desde que em sua fatura esteja um valor dentro do limite aceito pelo cartão.

Caso a razão da viagem seja por motivos profissionais, o espanhol que visitar o Brasil terá que demonstrar qual é a relação de trabalho que o faz vir até o Brasil. Antes das novas regras entrarem em vigor, turistas espanhóis não precisavam provar ter recursos e nem informar aonde iria se hospedar.