Publicado em: segunda-feira, 28/04/2014

Espaços entre os dentes pode ser sinônimo de problemas na saúde bucal

Espaços entre os dentes pode ser sinônimo de problemas na saúde bucalPara um sorriso bonito, é preciso muitos cuidados com os dentes. Há quem tenha dentes separados e não se importe, chamando-o de charme, mas também existem os que não gostam e tentam corrigir. O ortodontista e presidente do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo Miyake e a reabilitadora oral Ana Paula Uzun explicam que mais do que um problema estético, o espaço entre os dentes pode ser também um problema de saúde e que deve ser corrigido. Segundo os especialistas, alguns casos podem ser somente estéticos no começo, porém, depois isso passa a afetar a funcionalidade da boca.

A falta de espaço entre os dentes chamado de ‘diastema’, é bastante comum em crianças que tem dentes de leite, entre os 5 e 7 anos de idade, mas também quando esses dentes começam a ter que dividir o espaço com os permanentes que estão nascendo, essa fase permanece entre os 9 ou 10 anos. Após essa fase, se o paciente continuar com o problema, deixa de ser comum e passa a ter que ser tratado por um especialista.

Duas situações

Se o diastema for nos dois dentes da frente, provavelmente a pessoa não terá maiores consequências e o tratamento pode ser feito com aparelho ortodôntico, de resina ou cerâmica, contudo, se o caso do diastema se der nos dentes de trás, então a saúde bucal pode ter problemas futuros. De acordo com o ortodontista André Tortamano, o risco de problemas é alto nesse caso porque os alimentos ficam parados entre os dentes e, se ficarem muito tempo perto da gengiva, podem causar dor e levar a uma inflamação. Se essa inflamação persistir, pode ocorrer ainda uma perda óssea, perda de sustentação e queda dos dentes.

Por isso, seja no caso de ter um espaço ou não, é fundamental manter uma boa higienização dos dentes e usar o fio dental. Um exemplo, é o do professor de música Wesley Penteado, o sorriso com a separação dos dentes nunca foi um incômodo para ele. Mas depois de procurar um dentista, ele aceitou começar um tratamento com aparelho ortodôntico e resina. O resultado agradou. Após juntar os dentes, ele parou de ter problemas e incômodos na hora de comer e até passou a sorrir mais nas fotografias.