Publicado em: quinta-feira, 29/05/2014

Escolas de ensino Técnico no Ceará tem cotas para estudantes da rede particular de ensino

Escolas de ensino Técnico no Ceará tem cotas para estudantes da rede particular de ensinoSe em Universidades as cotas são destinadas para negros, índios e estudantes da rede pública de ensino, o mesmo não ocorre no Ceará quando o assunto se refere a escolas de ensino técnico e profissionalizantes, nesse caso existem cotas, porém elas são destinadas para alunos que cursaram o ensino fundamental em escolas da rede particular de ensino.

Cem escolas de ensino Técnico do Cerará tem 20% das vagas disponibilizadas para os alunos que são da rede particular e pretendem disputar vagas para ingressar em uma dessas instituições.

A decisão de haver cotas para estudantes da rede privada de ensino no entanto, só foi tomada depois que muitos pais procederam com um pedido junto ao Ministério Público, diante de tantos pedidos foi realizado um acordo entre o Governo e a promotoria e a decisão de concessão de cotas foi validada para todas as escolas de ensino técnico da rede desde o ano de 2010, com isso a medida vale também para as 1.400 vagas que estarão disponíveis no segundo semestre deste ano.

Leila Maria Alencar que é operadora de Telemarketing teve sua filha estudando em escola da rede particular, Leila foi uma das primeiras mães que procuraram o Ministério Público, após ser comunicada que por sua filha ter estudado em escola particular, ela não poderia ser matriculada em uma escola profissionalizante pública.

Leila disse que ela e seu marido sempre fizeram muito esforço para conseguir efetuar o pagamento das mensalidades da escola da filha, logo após a menina ter se formado, o marido de Leila perdeu seu emprego, ele é porteiro, o Ministério Público determinou que a filha de Leila fosse matriculada na escola, ela se formou em técnica em Segurança do Trabalho, atualmente a menina cursa Farmácia em uma Universidade particular após conseguir uma bolsa integral por meio do ProUni.

Segundo Idilvan Alencar, que é Secretário Adjunto de Educação no Ceará, a inserção de alunos nas escolas públicas de ensino técnico inicialmente era destinada aos alunos da rede pública de ensino, pois 60% dos estudantes que participam do ensino técnico já sai da escola com emprego, por isso a notícia dada pelo Ministério Público sobre a procura de estudantes da rede particular por vagas surpreendeu a todos.