Publicado em: quinta-feira, 01/08/2013

Escola britânica proíbe uso de saias

Escola britânica proíbe uso de saiasA escola britânica cristã Walkwood Church of England Middle School proibiu suas alunas de usar saias na escola, de acordo com a direção da instituição o motivo é que as alunas não param de subir as bainhas das saias.

Com as saias ficando cada vez mais curtas as meninas da escola cristã terão que usar a partir do mês do mês de setembro apenas calças para ir a escola. E no ano de 2014 a proibição aumentará, as meninas vão ter que usar camisas e não blusas, ficando com uniforme igual ao dos meninos que estudam na instituição.

Esta medida levantou discussões, afinal não é esta a primeira vez que uma escola britânica adota esta estratégia, é estimado que em torno de 63 escolas britânicas atualmente tem proibido o uso de saias e a maioria dos casos esta regra é válida somente ao ensino médio.

O que mais se discute é que a idade das meninas que tem diminuído muito o tamanho das saias é entre nove a 13 anos.

David Doubtfire, diretor da escola cristã declarou ao The Telegraph, jornal iglês que esta medida teve a necessidade de ser efetivada na instituição, pois as estudantes usavam saias cada vez menores e assim as mais velhas começaram a refletir o hábito e também usar as pequenas saias. Para o diretor estava difícil controlar as estudantes e algumas situações estavam começando a se tornar vulgar.

Para ele seria melhor se simplesmente fosse o suficiente pedir que as alunas não usassem saias tão curtas no ambiente escolar, porém as meninas que adotaram as saias mais longas fornecidas pelas escolas enrolavam a peça em sua parte superior. Ainda com toda esta rigidez haverá ainda uma proposta de vestido no verão para as alunas.

Mais ou menos 20 pais fizeram uma carta em protesto e enviaram para a escola, um deles disse ao Telegraph que acha louca a medida e nunca uma menina de nove anos seria vulgar, que esta consideração é absurda, pois as alunas não são mulheres e sim meninas. Para os pais não deixa-las usar saias vai confundi-las.