Publicado em: segunda-feira, 28/11/2011

Equipe Red Bull nega que tenha feito jogo de equipe no GP do Brasil

A Red Bull rejeitou as suspeitas de que teria feito jogo de equipes no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, no último domingo, para que o australiano Mark Webber pudesse vencer sua única corrida na temporada 2011 da categoria. O chefe da equipe que levou os títulos de piloto e construtores, Christian Horner, afirmou que ficou impressionado com o desempenho de Sebastian Vettel na corrida, já que a equipe havia informado de um problema no câmbio e, mesmo assim, ele conseguiu terminar a prova na segunda posição.

As suspeitas sobre a manipulação por parte da Red Bull começaram após Vettel conseguir várias voltas mais rápidas depois que Webber fez sua ultrapassagem, na 30ª volta. As equipes adversárias e a mídia levantaram a hipótese de um possível jogo de equipes, mas Horner disse que, mesmo que as pessoas criem suas teorias, o que aconteceu foi um problema no câmbio do carro de Vettel.

Webber largou na segunda posição do grid, atrás do alemão companheiro de equipe e bicampeão mundial Vettel, que tenta sua 12ª vitória na temporada 2011. A última vitória do piloto australiano havia sido na Hungria, em agosto de 2010. A Red Bull lutava para que Webber terminasse o campeonato na segunda posição, o que seria mais fácil conseguir se vencesse a corrida no Brasil.

O alemão disse, pelo rádio, que não conseguiria manter a liderança da prova com o problema no câmbio e que não sabia nem se conseguiria terminar a corrida. Mesmo com o primeiro lugar, Webber terminou o campeonato em terceiro. O britânico Jenson Button, que terminou o GP Brasil na terceira posição, conquistou o vice-campeonato da temporada.